15IACC

A Júri IACC Empreendedores Sociais

A Júri IACC Empreendedores Sociais

Os membros do júri são um grupo de não mais de oito especialistas de várias regiões, que foram estrategicamente escolhidos para contribuir para o sucesso do lançamento-piloto desta iniciativa. Os membros do júri são de diversas áreas que acreditamos serem alta prioridade para o programa anticorrupção.

Entre uma lista de 10 dos melhores projetos com maior potencial para criar mudanças, o Júri é responsável por selecionar três vencedores do concurso e cada um deles será premiado com  € 5.000,00.

Os passos dos projetos serão selecionados por um júri entre os seguintes critérios:

  1. elemento de transformação social e potencial para melhorar a vida das pessoas
  2. • originalidade ou potencial para substituir uma abordagem existente, que é ineficiente, e
  3. • capacidade de aumentar a transparência, a prestação de contas ou o combate a corrupção.

Membros do Júri

Ao longo de agosto estaremos liberando os membros do júri. Em primeiro lugar, gostaríamos de apresentar:

Anamaria Schindler, Co-Presidente Emérita da Ashoka

Anamaria é membro da Equipe de Liderança e corresponsável pela estratégia da Ashoka na América Latina. Em 2008, Anamaria lançou o Instituto Arapyaú , fundado pelo empresário Guilherme Leal no Brasil e levou a sua implementação e estratégia até 2011. De 1988-1995 Anamaria trabalhou em direitos humanos e violência em diversas instituições públicas e privadas no Brasil. Ela escreve uma coluna sobre empreendedorismo social na Folha de São Paulo. É membro do conselho de diversas organizações sociais no Brasil e América Latina. Socióloga, desenvolveu programa de mestrado e doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), Brasil.

Elena Panfilova, Diretora do Centro de Pesquisa e Iniciativa Anticorrupção  na Rússia

Elena Panfilova

Elena A. Panfilova é Diretora do Centro de Pesquisa e Iniciativa Anticorrupção, divisão russa da TI, que ela fundou em 1999. Ela já trabalhou como pesquisadora e gerente de projetos para o Instituto de Estudos Sociais Independentes, o Instituto para Economia em Transição e a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico.
Ela copreside um grupo de trabalho anticorrupção para o Conselho Presidencial Russo na Sociedade Civil e Direitos Humanos. Desde 2007, ela ensina anticorrupção na Universidade Estadual Escola Superior de Economia (Moscou), onde ela também criou o Laboratório de Políticas Anticorrupção em 2009.  Ela é atualmente vice-chefe do Laboratório. Panfilova foi eleita para o Conselho da TI em 2011.

Miklos Marchall, Diretor da IACC, TI

Miklos Marschall

Miklos Marschall (1953) juntou-se a TI como diretor do Leste Europeu, em julho de 1999, e agora serve como diretor Adjunto da Secretaria de Transparência Internacional. Miklos também é diretor da Conferência Internacional Anticorrupção (IACC). Antes de ingressar na TI, de 1994 a 1998, ele foi o diretor executivo fundador da CIVICUS: Aliança Mundial para a Participação Cidadã, uma rede global de ONGs e fundações para promover a sociedade civil. Entre 1991 e 1994, ele atuou como vice-prefeito de Budapeste, Hungria. Dr. Marschall foi membro da Fulbright Visiting em 1988/89 na Universidade de Yale. Graduou-se como economista na Universidade Karl Marx de Ciências Econômicas em Budapeste, em 1977. Ele recebeu seu doutorado pela mesma universidade em 1984.

Sebastián Errázuriz, profesor da Universidade Adolfo Ibáñez do Chile, e Babson College

Sebastian Errazuriz

Sebastian Errazuriz A (35) é um advogado especializado em direito tributário. Ele também ministra um curso sobre Empreendedorismo na Babson College. Com um MBA, atualmente está estudando para ser um Master of Arts in Innovation e desenvolve um empreendimento social que visa promover o espírito empresarial e inovador entre as escolas mais pobres no Chile e na América do Sul. Também é professor de graduação e pós-graduação na Universidade Adolfo Ibáñez e ao mesmo tempo preside a estratégia de empreendedorismo, liderança e sustentabilidade. Anteriormente, Sebastian foi diretor executivo da Divisão Chilena da Transparência Internacional e um dos fundadores do projeto TECHO para Chile, que atualmente chama-se TECHO, uma ONG presente em quase todos os países da América do Sul. Sebastian tem anos de experiência atuando como diretor de várias empresas e movimentos sociais que visam capacitar às pessoas a enfrentar os problemas sociais. Co-fundador do Centro de Liderança Estratégica da Universidade Adolfo Ibáñez, referência chilena em matéria de liderança, que mais tarde foi compartilhado com alguns os líderes mundiais como Bill Clinton, Muhammad Yunus, Francis Fukuyama, entre outros. Lançou projetos tanto no Chile como no exterior que o levou a trabalhar em lugares incríveis como a Índia e na Inglaterra. Sebastian está feliz e casado com sua esposa Isabel, têm dois meninos e uma menina.

Peter Eigen, Fundador da Transparência International (TI)

Peter Eigen

Prof. Dr. Peter Eigen trabalha com desenvolvimento econômico e governança há décadas e conduz iniciativas na luta para uma melhor governança mundial contra a corrupção. Advogado por formação, Eigen trabalhou como gerente do Banco Mundial em programas na África e na América Latina; De 1988 a1991 foi diretor da Missão Regional na África Oriental do Banco Mundial. Sob o patrocínio da Fundação Ford, deu assistência jurídica e técnica para os governos de Botsuana e Namíbia para reforçar o quadro jurídico nos investimentos em mineração.

Em 1993, Eigen fundou a Transparency International (TI), uma organização não-governamental que promove a transparência e responsabilidade no desenvolvimento internacional. De 1993 a 2005, foi presidente da TI e atualmente é presidente do Conselho Consultivo. Em 2005, Eigen presidiu o “Extractive Industries Transparency Initiative – EITI”. Foi presidente da EITI de 2006 a fevereiro de 2011 e agora é representante especial EITI.

Eigen ensinou direito e ciências políticas nas universidades Frankfurt Main; John F. Kennedy School of Government / Harvard; SAIS / Johns Hopkins; Universidade de Washington e Bruges College of Europa. Desde 2002, leciona como professor honorário de Ciência Política na Freie Universität de Berlim. Em 2000, foi agraciado com o grau de “Honorary Doctor” na Open University, Reino Unido. Em 2004 recebeu o prêmio Readers Digest Award como o “Europeu do Ano de 2004” e em 2007 Gustav.

Kavitha Kannan, Director, Stanford ChangeLabs, Stanford University, CA

Kavitha Kannan

Kavitha’s professional graph spans diverse roles in PR, Marketing & Corporate Strategy with large multi-nationals, and start-ups in the Silicon Valley and Europe, across multiple industries (financial, semiconductor, pharma/bio-tech and digital technology). In her current role at Stanford ChangeLabs, she is responsible for spearheading strategic initiatives at the intersection of Design and Social Innovation.

En associação com

Ashoka